Descrição da Posição

Oficial de Programas de Engajamento Comunitário
Localização Mozambique - Gaza
Duração da jornada Tempo Inteiro
Candidatar-se Agora

Descrição de Cargo

Oficial de Programas de Engajamento da Comunidade

Detalhes da Posição

Posição:                                   Oficial de Programas de Engajamento da Comunidade

Localização:                              Distritos de Gaza -  Moçambique

Gestor primário:                        Oficial Sénior Provincial de Programas Comunitários

Gestor secundário:                     N/A

Data de efectividade:                  01 de Outubro 2020

 

 “Às vezes, na vida, há um momento em que é possível fazer uma mudança para melhor.

Este é um daqueles momentos”

-Elizabeth Glaser

 

Descrição Sumária

A Elizabeth Glaser Pediatric AIDS Foundation é líder global na luta contra o HIV e SIDA pediátrica, trabalhando em 16 países e em mais de 5.000 locais em todo o mundo para impedir a transmissão do HIV para crianças e ajudar as pessoas já infectadas. Hoje, devido ao grande sucesso do trabalho da Fundação e de seus parceiros, o SIDA pediátrico foi praticamente eliminado nos Estados Unidos. Com uma equipe global crescente de mais de 3.100 - nove em cada 10 que trabalham no campo - a missão global da Fundação é implementar prevenção, cuidados e tratamento; avançar a pesquisa inovadora; e executar actividades estratégicas de advocacia globais e direccionadas para trazer mudanças dramáticas à vida de milhões de mulheres, crianças e famílias em todo o mundo.

 

Assim sendo, a EGPAF pretende recrutar Oficiais de Programas de Engajamento da Comunidade Distrital e Regionais para trabalhar nos dos distritos da província de Gaza.

 

O Oficial de Programas de Engajamento da Comunidade irá implementar e coordenar actividades comunitárias que complementam os serviços clínicos de HIV apoiados pela Fundação a nível do seu Distrito (Gaza). Nesta missão, o OP Comunitário Distrital ou Regional, irá trabalhar em estreita ligação com os responsáveis das áreas programáticas, das Unidades Sanitárias e da fundação, SDSMAS e DPS na implementação de actividades que visam a promoção da demanda e o fortalecimento da ligação US-Comunidade.

O OP Comunitário deverá dedicar a sua experiência nas actividades de criação da demanda e promoção da adesão aos serviços de SMI para MG, Lactantes e Crianças , e utentes em geral. Terá como enfoque, assegurar o seguimento e apoio na comunidade a PVHIV, mulheres grávidas, lactantes, crianças  expostas ao HIV e e crianças infectadas pelo HIV  suas famílias. O OP Comunitário deve dar seguimento e, monitorar e avaliar a eficácia das intervenções implementadas na comunidade. Deverá ainda realizar o seguimento e monitoria das actividades de Aconselhamento e Testagem Comunitária a partir do «Caso índice» com os Conselheiros Comunitários e do Programa de seguimento de Adesão nas mulheres grávidas, lactantes, crianças infectada pelo HIV e expostas ao HIV implementado através  Mães Mentoras. Para além disso, será responsável por assegurar a implementação e monitoria das actividades de retenção através dos Educadores de Pares e actividades de Engajamento masculino ( homens mentores) .

 

Funções Essenciais e Responsabilidades

  • Com base no plano mãe e prioridades, deve planificar, implementar, monitorar e avaliar as actividades de seguimento das Mulheres grávidas, Lactantes, Crianças expostas, Crianças em TARV e suas famílias na Comunidade em coordenação com o pessoal da US e outros colegas da EGPAF baseados no seu distrito ou região;
  • Coordenar as ligações de utentes do ATS com os serviços clínicos e seguimento comunitário. Identificar as necessidades de formação continua para pessoal comunitário (Mães Mentoras, Conselheiros Comunitários, Educadores de Pares e Homens Mentores, planificar e facilitar as formações em coordenação com os colegas de outras áreas da EGPAF e US, priorizando a formação em trabalho;
  • Coordenar as buscas de pacientes faltosos e abandonos desde a extração das listas, visitas de reintegração e compilação dos resultados das mesmas;
  • Coordenar e monitorar as actividades de seguimento domiciliário realizadas pelas Mães Mentoras e Educadores de Pares às Mulheres Grávidas, Lactantes, Crianças Expostas e Crianças e adultos em TARV no seu Distrito ou Região;
  • Assegurar a provisão dos instrumentos de registo para todos os actores comunitários (Mães Mentoras, Homens Mentores, Educadores de Pares e Conselheiros Comunitários) em coordenação com o Oficial Sénios de Programas Comunitários, os Pontos focal e/ou Supervisoras e outros colegas da Unidade sanitária;
  • Fazer a verificação do preenchimento das fichas de seguimento das visitas domiciliárias usadas pelos diferentes actores comunitários e prestar a devida assistência técnica em caso de dificuldades em coordenação com a equipa do distrito;
  • Assegurar a realização, coordenar e participar nos encontros regulares e sistemáticos de monitoria com todos os actores comunitário;
  • Realizar o seguimento das actividades de ATC a partir do «Caso Índice» em coordenação com os supervisores dos Conselheiros Comunitários no distrito;
  • Integrar as equipas de avaliação da qualidade de ATS para o HIV no âmbito da estratégia de AT a partir do Caso índice;
  • Coordenar e articular com os serviços de SMI para obtenção e actualização das listas e monitoria das visitas domiciliárias realizadas pelas Mães Mentoras junto com as Mães Pontos focais e/ou Supervisoras.
  • apoiara as actividades de criação de demanda ( carga viral, engajamento masculino, GBV)  no nível comunitário ( rádios comunitários, teatro comunitário  e outros);
  • Elaborar o relatório mensal das actividades comunitárias;
  • Participar nos encontros de análise de dados a nível do distrito;
  • Participar nos encontros regulares da equipa comunitária provincial da EGPAF para análise do desempenho das actividades;
  • Comunicar de forma oportuna com os seus supervisores e demais colegas sobre os desafios na realização das actividades e, buscar soluções conjuntas para a sua resolução.

 

Qualificações Requeridas

 

Educação & Experiência

  • Possuir formação na área de Saúde, de preferência Técnico de Medicina, Enfermeira de SMI, ou em áreas relacionadas como Sociologia, Psicologia ou Serviço social, com experiência em trabalho comunitário no âmbito dos programas de saúde com ênfase para o HIV e cuidados e tratamento;
  • Pelo menos dois (2) anos de experiência relevante na implementação e monitoria de programas comunitários no contexto de HIV/SIDA e Apoio Psicossocial;
  • Experiência em trabalho com grupos comunitários, incluindo formação e desenvolvimento de capacidades;
  • Experiência em gestão e monitoria de actividades implementadas na área de saúde no âmbito da parceria com outros intervenientes comunitários;
  • Domínio da língua Portuguesa e conhecimentos básicos de inglês;
  • Conhecimentos da língua local será uma vantagem.

 

Conhecimentos, Competências & Habilidades

  • Conhecimentos e experiência em cuidados e apoio na área de HIV/SIDA bem como em aconselhamento e Testagem em Saúde;
  • Domínios das abordagens comunitárias que contribuem para o alcance dos 90/90/90.
  • Experiência reconhecida em programas de saúde comunitário.
  • Conhecimento sobre ATS, SMI, PTV, Engajamento Masculino e cuidados e tratamento.
  • Capacidade de estabelecer uma boa comunicação com grupos comunitários
  • Conhecimento em informática nos pacotes: Word, Excel, Microsoft Outlook;
  • Habilidades de formação e desenvolvimento de capacidades
  • Excelentes habilidades de comunicação
  • Espírito de trabalho em equipa